quarta-feira, 18 de julho de 2012

PARA MATAR CARNEIRINHOS


“à Elis Nunes”


concentre-se na pomba branca
duas asas brancas
voando

                                  voando
                 voando         
voando       

sob um céu de neve
sobre um mar de leite
envolta a gás de gelo seco

voando                                        
                 voando               
                                   voando           

até que você se cubra
com a pele branca
de um sono todo branco

(branca lã do manto
dos sonhos)

e a Vida se desquite, donzela:

véu de noiva
ovo da Morte
névoa da noite

branca










Nenhum comentário:

Postar um comentário

DELARTE - OBRAS PUBLICADAS:

SENTIMENTO DO FIM DO MUNDO (poesia)

SENTIMENTO DO FIM DO MUNDO (poesia)
Clique nas imagens e adquira os livros pelo catálogo da Editora Patuá. Também podem ser encontrados nas Livrarias Cultura e Suburbano Convicto (SP).

CRAVOS DA NOITE (contos)

O Alien da Linha Azul (poesia)

O Alien da Linha Azul (poesia)
Aquisições com o autor ou no Bar & Livraria Patuscada