sexta-feira, 25 de novembro de 2011

SAPIENS SAPIENS

“ao Cidadão das Nuvens”

Da unha do pé à ponta do cabelo
um animal mamador sem pêlo
e canibal ávido por desejo

forjado no barro do erro
e n´água turva de constante

                      descaminho
                    incompletude
                        remendo
desarranjo                            desalinho
                       arremedo
                   inconsciência
                          medo
                 medo
                 medo
                 medo
espanto       fé       engano   

que não nasce: se mata 
para aprender a sonhar  
e ser humano



(Homem Vitruviano - Leonardo da Vinci, 1490) 

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Contradições de 2011


Assinale a maior contradição do ano:


a) Tiririca integra ComiÇão de Educação

b) Brasil oferece ajuda à Europa falida

c) Santos diz não ao dinheiro do Chelsea e do Real Madri e segura Neymar até 2014

c) Renan Calheiros integra Conselho de Ética

d) Acampamento em NY contra o Capitalismo

e) todas se completam*

f) Fim do mundo em 2012 e lata de Nescau vencendo em maio de 2013*

g) ET Bilú fala português*

h) Mundo descobre o best seller líbio – o Livro Verde de Kadaff – que em essência prega a Verdadeira Democracia entre os homens

i) O cartunista Laerte troca de gênero, revela ser “bi” e que tem uma namorada, logo ele é: macho (pela espécie), mulher (pelo gênero), bissexual (por essência) e lésbica (por opção)

j) O tucanasso FHC torna-se o maior porta voz da legalização da maconha

k) Todas alternativas são falsas, o que faz desta alternativa a mais contraditória de todas

l) Governo de continuidade derruba diversos ministros corruptos da Situação e isso ajuda a melhorar a imagem do mesmo governo

m) Mesmo com a reforma ortográfica solidificada, “tudo junto” continua a ser escrito separadamente e “separadamente” tudo junto

n) A mesma reforma ortográfica tenta nos convencer de que “sangue na veia” é a mesma coisa que “sangue na véia”

o) Ronaldinho Gaúcho recebe homenagem da Academia Brasileira de Letras

p) O autor da questão tenta disseminar uma palavra de esperança lançando um livro de título “Sentimento do Fim do Mundo”

q) Neymar diz aprender a jogar bola com os espanhóis

r) Mundo capitalista assiste as lágrimas convulsas do povo norte-coreano após morte do ditador facínora Kim Jong-il que, como é sabido, comia criançinhas de café da manhã.

s) Toda a questão formulada é uma contradição já que possui duas alternativas “C´s”, e se esta, a “S”, for coerente, é em si a maior contradição, uma vez que não atende ao pressuposto da própria questão e por isso, também, perfeitamente justificável o seu aparecimento por aqui.



* Contribuições dos ilustres amigos Renato Silva (e), Alessandro Alves (f) e Ambrosius Merllinus (g)

Ps
Questão está aberta até 31/12/2011

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Letra Envenenada - Edição Novembro/2011

Nas praças do Butantã (São Paulo/SP), Cotia, Vargem Grande Paulista e região, mais uma edição do Jornal Conteúdo Independente!

Este mês com a novidade do novo caderno "Corre Mundo", e uma coluna especialmente dedicada aos projetos do Movimento Corre Cotia!


Confira abaixo a versão virtual do jornal e a crônica desse mês da minha coluna "Letra Envenenada":





EMBOLORADO QUADRO PATERNALISTA


Segundo uma recente pesquisa do Ibope, 55% dos brasileiros não aceitam a lei da “união estável homoafetiva”... A julgar que, dentro deste percentual, muitos permanecem “enrustidos”, é possível que encontramos no país até homossexuais conservadores consigo mesmos!

Repare, há um quadro hipócrita e embolorado, todo feito de “ordem e progresso”, que ainda enfeita a sala e o seio de nossas famílias – é o quadro da “moral cívica e do bom costume”, e sua tinta carcomida é fácil de notar, maculando a sociedade inteira:

“Homem com diversas parceiras sexuais é garanhão. Mulher com a mesma prática é vagabunda ou prostituta...”

“Meu filho, com muita dor, é homossexual e usuário. O filho do vizinho é veado e maconheiro...”

“Dependência química é caso de polícia. Livre expressão do pensamento em forma de passeata também é caso de polícia...”

“Meu pai, depois que se separou, só namora ninfetinha. O pai do meu amigo é um safado de um pedófilo...”

“Eu capo quem se engraçar com a minha filha. A filha do vizinho até que está ficando bonitinha...”

“Sem-teto é marginal. Preto é suspeito. Nordestino roubou meu emprego...”

É mesmo o paradoxo institucionalizado do conservadorismo liberal!, resquícios de místicas cruzadas e armadas ditaduras... Ora, escolhemos 5 dias no ano para exibirmos o corpo, a libido e a farra da sexualidade libertária, e nos outros 360 reclamamos ao nosso companheiro de trabalho da “pouca-vergonha” que se viu em algum lugar, do nojo que dá um beijo entre pessoas do mesmo sexo, e até arrancamos a orelha, espancamos pai e filho se, por ventura, confundirmo-los com gays que se abraçam por aí...

terça-feira, 1 de novembro de 2011

CORRE MUNDO

chegamos a tempo de parar
para correr
e perguntar profundamente:

“onde mesmo queremos chegar?”

explodir o ego e espalhar seus rabiscos
por onde repisam e sangram todos os pés

dar voz ao Nós-lírico e desfazer o nó narcísico
que embrulhou a humanidade e enlaçou
no mesmo pacote solitário
a felicidade de ser único
a liberdade de ser só
o amor liquidamente a si
e em-si

afora, estamos on, somos On, e as redes foram lançadas:
já é tempo de se ligar na linha que nos ultrapassa!

- vai, vasto mundo gasto!

corre dizer às crianças que espelhos refletem mãos-de-fogo
entrelaçadas no marshmallow do globo
que abre-se e derrete para si

sussurre aos maduros ouvidos lacrados
o milenar Verso Humano

que é pajelança na Folha do índio
que é batuque no Ninho africano
que é raio no Sol do oriente
que vai parar o ocidente
e perguntar

onde mesmo
onde o Homem mesmo
onde mesmo o Homem se esconde?

e nos quatro cantos da Ponte
todo Grito vai pichar
que chegamos a tempo de parar
para correr e chegar

ONDE?                       
                         ONDE?
                ONDE?
                                            ONDE?
 





DELARTE - OBRAS PUBLICADAS:

SENTIMENTO DO FIM DO MUNDO (poesia)

SENTIMENTO DO FIM DO MUNDO (poesia)
Clique nas imagens e adquira os livros pelo catálogo da Editora Patuá. Também podem ser encontrados nas Livrarias Cultura e Suburbano Convicto (SP).

CRAVOS DA NOITE (contos)

O Alien da Linha Azul (poesia)

O Alien da Linha Azul (poesia)
Aquisições com o autor ou no Bar & Livraria Patuscada