segunda-feira, 20 de junho de 2011

"SIGILO ETERNO"



Encontrei noutro dia
por acaso
o sentido da vida.

Foi numa terra de garoas
entre sacos
no candor de uma tarde fria:

no canto da rua
um cachorro magro
em duas patas
aquecia


a esperança
uma criança
todo o inverno

enquanto o mistério
se despia dos séculos
num sigilo eterno.


Foto publicada em CMI Brasil

Um comentário:

  1. Boa Zuwill!!!
    Me senti agora entre o frio extremo do desprezo e o silêncio eterno do transeunte cego!

    ResponderExcluir

DELARTE - OBRAS PUBLICADAS:

SENTIMENTO DO FIM DO MUNDO (poesia)

SENTIMENTO DO FIM DO MUNDO (poesia)
Clique nas imagens e adquira os livros pelo catálogo da Editora Patuá. Também podem ser encontrados nas Livrarias Cultura e Suburbano Convicto (SP).

CRAVOS DA NOITE (contos)

O Alien da Linha Azul (poesia)

O Alien da Linha Azul (poesia)
Aquisições com o autor ou no Bar & Livraria Patuscada