sexta-feira, 20 de maio de 2011

"SÍNDROME"


Amigos e leitores,

Estou apoiando uma campanha que pretende dar visibilidade às questões, direitos e reinvidicações dos portadores de "síndrome do pânico", encabeçada por um grande amigo detentor da síndrome e militante da causa.

A ídeia é que seja mobilizado o máximo de pessoas num âmbito nacional, por isso conto com a ajuda de todos.

A campanha "Viver sem Medo" pretende levar esta questão às mídias, produzir vídeos, eventos, passeatas, e inicia-se também com essa pequena contribuição minha, o poema "síndrome" que compus especialmente para a campanha.

Entrem nos links abaixo, vejam o manifesto e assinem a petição pública! Confiram o poema e, o principal, ajudem a divulgar a campanha!

 blog: http://comajudadetodos.blogspot.com/

petição: http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoAssinar.aspx?pi=EDe1968


"Síndrome"

O medo roeu a carne e a pele enrugada,
rasgou toda a camisa de força
e a coragem de viver sem roupas.

O medo traçou uma linha de neon vermelha,
iluminou o rosto das trevas,
despertou seres do submundo
e os fincou como estátua pálida no outro lado da linha;

é lá onde a morte com mil olhos
cruza os braços a nos sondar

e esteriliza o passo que jamais ultrapassará
o limite invisível que petrificou meu pés
do lado de cá:

o medo
do medo de ter medo
e morrer
de medo de morrer
não é medo,

é Pânico!


(Medusa de Caravaggio)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DELARTE - OBRAS PUBLICADAS:

SENTIMENTO DO FIM DO MUNDO (poesia)

SENTIMENTO DO FIM DO MUNDO (poesia)
Clique nas imagens e adquira os livros pelo catálogo da Editora Patuá. Também podem ser encontrados nas Livrarias Cultura e Suburbano Convicto (SP).

CRAVOS DA NOITE (contos)

O Alien da Linha Azul (poesia)

O Alien da Linha Azul (poesia)
Aquisições com o autor ou no Bar & Livraria Patuscada