sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Simbolismo Concreto

                     “ ”
               A poesia
não se colhe na mão dos dias
         ela canta sozinha
           remói sozinha
             seu próprio
              intestino     

 O poema se
                       E            
                       V
                       A
                     C  U
                       A
           
        e te                    ras
                                           g 
                                           a
           É como roubar
        dum verme  a alma
         e ter-se a víscera
              encantada   
                     “ ”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DELARTE - OBRAS PUBLICADAS:

SENTIMENTO DO FIM DO MUNDO (poesia)

SENTIMENTO DO FIM DO MUNDO (poesia)
Clique nas imagens e adquira os livros pelo catálogo da Editora Patuá. Também podem ser encontrados nas Livrarias Cultura e Suburbano Convicto (SP).

CRAVOS DA NOITE (contos)

O Alien da Linha Azul (poesia)

O Alien da Linha Azul (poesia)
Aquisições com o autor ou no Bar & Livraria Patuscada